O minimalismo e o design de interiores

Viver com menos para viver com mais significado!

O minimalismo se tornou uma corrente filosófica comportamental muito forte nesses tempos de sustentabilidade e low consumption. Tem até um documentário no Netflix sobre isso, tamanha a dimensão que essa corrente está tomando.

Eu acho interessante a idéia, principalmente pelo aspecto do controle que ela traz. Existem muitas pessoas acumuladoras no mundo, e isso é triste. Acumulam de carros a jornais velhos. E é uma doença: a doença do consumismo.

No minimalismo as pessoas dizem NÃO aos excessos e dizem SIM a uma vida mais espartana em que tudo , absolutamente tudo, que consomem tem significado. Bem diferente de uma vida monástica, essas pessoas têm controle sobre o que entra na vida delas, de pessoas a notícias. Deveríamos olhar mais para essas pessoas e aprender com elas sobre o que deixamos entrar em nossas vidas.

No design de interiores, podemos observar ambientes minimalistas especialmente em projetos do oriente ( Japão, especialmente ) e da escandinavia. A ausência de adornos é gritante, chegando a incomodar um pouco as mentes mais exuberantes, mas também há uma paz sussurrante. E esse é o fascinio desses ambientes: a calma, a leitura demorada dos espaços, o silêncio e a valorização do essencial.

Nesses ambientes existe uma profunda tradução da frase do arquiteto Mies Van Der Rohe: MENOS É MAIS!

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *